sábado, 21 de julho de 2012

Tamanho GG

Bom dia pessoas lindas que por aqui passam...

Tudo bem aí com vocês? 
Frio?
Aqui, deliciosamente frio...

Hoje não tem caixinha, mas tem este texto lindo que lí no blog Casa da Alquimia da amiga Maria Luiza

Pedi permissão para copiar seu post, pois achei lindo, lindo!
Obrigada Maria Luiza, um dia especialmente colorido pra você!

Desejo pra vocês um final de semana colorido e tranquilo.
Beijos
.
.
.

VOCÊ NÃO TEM NADA DE TAMANHO GRANDE AÍ NO ESTOQUE

 Minha amiga trabalha em um brechó de um hospital, como voluntária.
Certo dia adentrou na loja uma certa senhora bastante obesa, e de cara a minha amiga pensou que não tinha nada na loja na numeração dela. 

Se sentiu apreensiva e constrangida naquela situação, vendo a senhora percorrer as araras em busca de algo que minha amiga sabia que ela não encontraria.

Ficou angustiada, porque não queria que a senhora se sentisse mal pelo tamanho das peças de roupas, se sentindo excluída e fazendo a questão sobre o seu sobrepeso vir à tona de forma implícita.

Naquele momento minha amiga rezou a Deus e pediu que lhe desse sabedoria para conduzir a situação evitando que a cliente se sentisse excluída ou humilhada na sua autoestima.

Foi quando o esperado aconteceu. A senhora se dirigiu à minha amiga e disse tristinha:
- É... não tem nada grande, não é?

E a minha amiga, sem até aquele momento saber o que diria, simplesmente abriu os braços de uma ponta a outra e lhe respondeu:
- Quem disse??? Claro que tem!! Olha só o tamanho desse abraço! 
E  abraçou-a com muito carinho.

A senhora então se entregou àquele abraço acolhedor e deixou-se tomar pelas lágrimas exclamando:
- Há quanto tempo que ninguém me dava um abraço.

E chorando, tal qual uma criança à procura de um colo, lhe disse:
- Não encontrei o que vim buscar, mas encontrei muito mais do que procurava.

E naquele momento, através dos braços calorosos de minha amiga, Deus afagou a alma daquela criatura, tão carente de amor e de carinho.

Quantas almas não se encontram também tão necessitadas de um simples abraço, de uma palavra de carinho, de um gesto de amor.

Será que dentro de nós, se procurarmos no nosso baú, lá nas prateleiras da nossa alma, no estoque do nosso coração, também não acharemos algo “grande” que sirva para alguém?
.
.
.

4 comentários:

  1. Oi Lenita, bom dia!
    Fiquei emocionada com o texto e tomei a liberdade de linka-lo, seu post e o da Maria Luiza.

    Grande abraço e excelente fim de semana pra vocês.
    http://lukaluluka.blogspot.com.br/2012/07/o-chilelo-quebrou-faz-uma-borboleta-com.html

    ResponderExcluir
  2. Lenita,
    se não me engano já o tinha lido no blog da Roberta - BananaCraft...
    Muito bonita a história, a lição que transmite.....


    abraços de MF

    ResponderExcluir
  3. Lenita, que lindo texto!!!!! Perfeito! Quantas pessoas precisam às vezes de um pequeno olhar....um sorriso.... Tenho acompanhado suas postagens das caixinhas....sabe que tenho paixão por caixinhas!!!! Beijos! Tenha um lindo domingo e uma semana abençôada por Deus!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Lenita, tudo bem, minha querida.

    Excelente mensagem pra gente que tem a oportunidade de estar sempre rodeado de amigos, familiares, pra não deixar de abracá-los e dizer quanto é bom ter a sua companhia a sua amizade o seu abraço.
    E pra você que eu sempre disse que acredito ser uma pessoa tão meiga, o meu abraço grande e apertado neste belo domingo de Sol.

    Com carinho Mari

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, volte sempre, volte logo!!